segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Só porque eu sou branco?

Uma das coisas mais idiotas inventadas nestepaiz – repito, para não ficar nenhuma dúvida: UMA DAS COISAS MAIS IDIOTAS QUE JÁ FORAM INVENTADAS NESTEPAIZ - foi o feriado do dia da “Consciência Negra”. Por que não deram logo o nome de “Dia da Consciência Afro-Descendente”? Se bem que o certo mesmo é “Dia da Consciência Pesada”.

O que os movimentos negros do Brasil têm a dizer, por exemplo, sobre o ataque daqueles quilombolas do Suriname, os chamados “marrons”, contra os brasileiros?

O que os movimentos negros do Brasil têm a dizer sobre os transtornos e perseguições que os brancos estão passando em Nova Orleans, nos EUA?

E o que esses movimentos têm a dizer sobre o genocídio branco* na África do Sul? Durante a Copa, enquanto a torcida fazia a festa e a mídia internacional bajulava aquele cretino gagá (leia-se “Mandela”), a negrada caçava a branquelada toda, como já faz há muito tempo no Zimbábue.

Antiga bandeira sul-africana (fonte: blogue Agenda Digital)

Creio – com um certo temor – que os quilombolas, assim que assumirem finalmente o poder nestepaiz, farão com os brancos daqui o mesmo que fizeram no Haiti.

Repito mais uma vez, caso alguém que passe por este blogue não tenha entendido: UMA DAS COISAS MAIS IDIOTAS, ABSURDAS E RIDÍCULAS QUE JÁ FORAM INVENTADAS NESTEPAIZ FOI O “DIA DA CONSCIÊNCIA AFRO-NEGONA”. Só falta inventarem também o Dia da Consciência Guey”, até porque já existe o tal de “orgulho dos que deixam a rosca passar do ponto no forno”...

*Ver em:

Candango Conservador

Copa do Mundo (UOL)

Opinião e Notícia

5 comentários:

Ana Maria Nunes disse...

Preciso lhe falar uma coisa, n precisa publicar.

Há alguns meses postei um texto do zé mott falando sobre pedofilia e fui ataca internacionalmente e vc tb concordou que n deveria ter postado.

Pois bem, vc anda escrevendo frases pesadas - o blogue é seu faça o que quiser - mas eu n poderia deixar de falar.

Evandro Monteiro disse...

Tá certo, Ana Maria, prometo que vou tomar mais cuidado com as palavras.
Realmente devo ser mais comedido.
Obrigado e até a próxima. [;)]

FireHead disse...

O mais incrível é que os pretos podem afirmar publicamente que têm orgulho de ser pretos, já o branco não pode fazer o mesmo porque é logo acusado de racista. Existir estilos de música de pretos cujas letras enaltecem a raça preta e o orgulho preto, é tudo normal; se fossem canções pró-branco, é racismo. Um colégio se só admitir pretos, é normal; se só admite brancos, é racista. Aqui em Portugal se eu sou assaltado por um gangue de pretos, os coitados são eles porque não tiveram a mesma sorte que eu, sofrem a discriminação e também porque não foram correctamente integrados na sociedade; se um branco faz mal a um preto seja lá porque motivo for, é racismo. Em África quem manda é o preto, os pretos roubam e matam o branco e não há problema nenhum. Na Europa o preto é sempre o protegido, é sempre o desfavorecido, é sempre o coitadinho. Qualquer coisinha má que lhes acontece fazem-se logo de vítimas e acusam os brancos de racismo. Não vêem eles que são eles próprios que nos dão a entender que são de facto inferiores por se comportarem dessa maneira? No meu bairro vivem muitos pretos (uma comunidade guineese) e já vi pretos roubarem frutas do terreno dum vizinho meu. Ele acusa-os de roubar o que não é deles e eles acusam-no de ser racista!
Felizmente a Europa está aos poucos a reacender o nacionalismo, a direita forte está a crescer e as pessoas vão constatando que na Europa mandam os europeus e não os que vêm de fora e espero bem que também aqui em Portugal aconteça o mesmo. Racismo? Racistas são eles, que não têm amor ao continente do qual são historicamente originários e desgraçam a vida dos brancos que se lembraram de estender a mão aos pretos... para depois eles a morderem.

Evandro Monteiro disse...

"Felizmente a Europa está aos poucos a reacender o nacionalismo".

Deus te ouça.

FireHead disse...

Bem, a fazer fé pelo que já está a acontecer em França, na Holanda, na Bélgica ou na Suíça, tudo leva a crer que para lá caminha.
Já em relação a Portugal, isso será mais difícil, pois os portugueses gostam sempre de ocupar os lugares cimeiros no que é mau... e a corja política que nos governa são é primeira a atrapalhar ao máximo todos os esquemas legítimos do povo. Razão têm os nacionalistas do PNR (Partido Nacional Renovador), tão acusado de racismo e fascismo, mas que somentem querem o bem da nação e dos próprios portugueses. Portugal é dos portugueses e Portugal pertence à Europa, à civilização ocidental. A batalha é muito longa, mas com esperança pode ser que um dia as coisas melhorem... e se elas não se resolverem a bem, resolvem-se a mal!