segunda-feira, 28 de março de 2011

Comunismo de sacristia de luto

Ontem, dia 27 de março, faleceu um dos grandes nomes da TL tupiniquim, o padre belga José Comblin.

A tal da “igreja popular”, afro, indigenista, relativista e invasora de terra alheia está de luto.

Que Deus tenha piedade da alma do reverendo padre dos “pobres”.

---------------------------------------------------------------------------------------

Fonte da notícia e da imagem: Adital.

Obs.: sobre a teologia do dito cujo, recomendo a leitura do texto a seguir:

http://la3.blogspot.com/2010/04/eis-um-tipico-anti-padre-jose-comblin.html

2 comentários:

Ana Maria Nunes disse...

que o diabo o tenho nos quintos do inferno!

Theophilus disse...

Um dejeto de sacerdote, traidor de Pio XII. Desse tipo de antipadre a América Latina tragicamente ainda está cheia. Graças a Deus esse já se foi, mas restam os outros, a legião que dia após dia mina a fé do povo. Mesmo desaparecendo a velha guarda, a crise ainda se perpetuará através dos seminários, enquanto se ensinar neles o erro e forem admitidos homens não talhados para o sacerdócio.