quinta-feira, 14 de abril de 2011

Vamos “repartilhar” a África?

Sei que a pastoral Afro da CNB-Besta e os demais movimentos de afirmação (esquerdistas, logicamente) espumarão de raiva e rasgarão as suas vestes, mas porque não pegamos aquela terrinha “boa” que é a África e não vamos levar a civilização de novo?

Por que houve a descolonização? Para que as catervas armadas – antes eram em nome de Moscou ou Washington, hoje são, em sua maioria, em nome do Islã ou dos diamantes – dominassem, massacrassem, pilhassem e escravizassem seu povo?

Me lembro de uma série de reportagens do Fantástico com o Zeca Camargo, em 1998, numa viagem que ele fez aos países de língua portuguesa ao redor do mundo. Nunca me esqueci de uma fábrica abandonada em Angola – parou de funcionar e gerar emprego na época da independência, em 1975 – e de uma sala de cinema em São Tomé e Príncipe, que estava em ruínas, também depois da independência.

Já que o Brasil está com mania de grandeza (se bem que está mais para o tipo do “novo rico”), por que ele não pega e não invade algum lugar da África? Se até a China está investindo pesado, comprando terras africanas que, com toda a certeza, servirão de abrigo para o excesso demográfico do país asiático.

Vamos deixar de pensar que a miséria é exceção na África! É justamente o contrário! Uma terrinha que só tem matéria-prima, mas com um povinho inútil – inútil sim senhor – que se mata por causa de chefetes corruptos e imãs impiedosos!

Recolonizemos a África! Parece sonho? Pode até ser, mas porque não fazermos uma nova Conferência de Berlim?

Se falava tanto que os colonizadores europeus eram exploradores cruéis, que eles, com crise de consciência, acabaram largando suas colônias e deram lugar a isto – populações dos novos países invadindo a Europa, a miséria aumentando e o caos (que nunca deixou de existir na “mama África”) se tornou a instituição africana por excelência.

Sem querer ser racista, mas que tal se os civilizados voltassem a dominar a África?

-------------------------------------------

Fonte:

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/massacres-e-estupros-sob-a-protecao-de-sarkozy-obama-e-ban-ki-moon/#comments

2 comentários:

disse...

Você é um doente!!! Que pena que carrega na veias sangue de cearence, um povo acolhedor, lutador e trabalhador que sofre por anos com o preconceitos dos próprios brasileiros, dá vergonha saber que você é filho dessa terra.

Evandro Monteiro disse...

Por que me chama de doente?
Antes de vir me xingar ("xingar": palavra de origem africana), aprenda primeiro a escrever, pois cearenSe é com "S"!).
Se por acaso a África vivesse um tempo de paz e prosperidade depois das independências da ex-colônias, eu seria o primeiro a calar a boca e a aplaudir os políticos nativos.
Ou será que depois que a África ficou livre do colonialismo ela mudou para melhor?
E deixe de ser besta, por que vai sentir vergonha pelos outros? Eu te pedi isso?
Se não gostou do que leu aqui, é muito simples: não acesse mais. Pronto.