sábado, 26 de novembro de 2011

Qual é o problema, fulano?

Determinado ator de um certo “programa humorístico”, ao jurar de pés juntos que nunca mais pisará num teatro para atuar, lá pelas tantas, ao justificar em uma entrevista seu azedume em relação aos palcos, fez a seguinte afirmação:

Aprendi o que já era óbvio. A grande média da população é burra. Ignorante. A grande maioria é hipócrita e católica. Não que isso seja um erro. No entanto, um desavanço.”

Qual é o problema, fulano, em ser católico? Será que “católico” é sinônimo de “hipócrita”?

Se ser católico fosse o mesmo que ser “burro”, quem foi então que fundou as universidades na Europa? Os bizantinos? Os mouros? Os judeus? Não! Os papas!

Quem se lançou na aventura marítima dos séculos XV e XVI foram os turcos? Os chineses? Não! Foram os católicos portugueses e espanhóis!

Ou que o inventor da imprensa (que tornou possível que milhares de pessoas possam ler suas asneiras) foi o católico Gutenberg?

Sabia que o incensado cientista Nicolau Copérnico era católico?

Já ouviu falar de Bartolomeu de Gusmão? Ou do Mendel dos estudos de Biologia?

E de um dos inventores do rádio, Roberto Landell de Moura?

Pois é, se ser católico fosse um “desavanço” (sic) e tivemos muito progresso científico, imagine se fosse um avanço!

Essa má vontade contra tudo que lembre o catolicismo já está virando uma patologia. Só fico imaginando se os católicos não tivessem domado os bárbaros e se não tivessem conseguido expulsar os mouros, como seria a nossa civilização ocidental?

Será que a América seria “descoberta”, ou as ciências e os (verdadeiros) direitos humanos existiriam?

Esse intelectualóide deve ser um baita de um mimadão que, sem conseguir agradar a todos com seu trabalho, resolveu destilar o seu veneno contra quem nada tem a ver com as suas frustrações com o mundo do teatro.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Parabéns, Canção NOVA!


Ao pessoal da Canção NOVA:
Caso seja verdade que o presidente do Partido Petralha mais o Chalita foram ejetados da emissora, vocês da emissora merecem os mais efusivos aplausos, pois não há nada tão contraditório do que falar contra o aborto, por exemplo, e manter um importante dirigente do PT (partido anticristão e abortista) no ar.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Ou é burro ou é mentiroso

O “apóstolo” Valdemiro Santiago, o mais novo astro do pentecostalismo brasuca, é o dono da “igreja” que oferece, durante sua programação televisiva, os seguintes itens:

> um martelo sob a “ofertinha” de mil reais, para a quebra de maldições;

> a tal da toalhinha milagrosa impregnada do suor do chefe, digo, do “apóstolo”, que se comida com fé, cura até o vício do cigarro;

> e a meia ungida (um santo chulé), que também serve para abençoar o povo miúdo que freqüenta a seita.

Lá pelas tantas, em uma de suas apresentações televisivas, ele critica as canonizações da Igreja Católica. Dizia ser um absurdo alguém ser considerado santo só por ter curado duas vezes, já que na “obra” por ele criada os milagres acontecem direto.

Das duas, uma: ou esse cara é muito burro, por falar mal de algo que ele ignora, ou é um grande mentiroso, omitindo algo ensinado pela Igreja Católica.

Burro ele não é, basta ver o império religioso criado por ele há poucos anos, logo...

Em nenhum momento a Igreja ensinou que santo fulano de tal cura diretamente, o que acontece é que a fé da pessoa na intercessão desse mesmo santo (que com seus méritos) faz com que Deus aja diretamente nela, dando a cura afinal. Só Deus é quem cura!

Nossa Senhora cura? Não, a Igreja nunca ensinou isso.

São José cura? Não.

Santa Luzia cura? Tampouco.

Então, senhor Valdemiro, ao criticar o catolicismo, faça-o com o mínimo de honestidade e não “nas coxas”, ao criticar só por criticar.

--------------------------------------------------------

Obs.:

Ver vídeo do martelinho, aos 2min27seg, quando um “bispo” da Mundial do Valdemiro recomenda aos fiéis que querem quebrar a maldição, que passem em alguma agência e depositem uma “ajudinha, uma ofertinha” de MIL REAI$.

domingo, 13 de novembro de 2011

O Roger tá certo!

Caso a versão do cantor Roger Moreira (do Ultraje a Rigor) sobre a troca de socos com a equipe do também cantor Peter Gabriel seja verdadeira, o pessoal de fora tinha que levar porrada mesmo!

Toda vez que vem algum gringo famosão pra cá, é sempre com aquela banca de gostosão (como aquele moleque bobão do Justin “Biba”, o “looser” do Axl Rose, etc.) e os brasucas na função de capacho.

Para entender melhor e saber mais sobre o ocorrido clique abaixo:

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/1006106-ultraje-a-rigor-diz-que-briga-no-palco-foi-com-equipe-de-peter-gabriel.shtml