sábado, 30 de outubro de 2010

Como o Ocidente ainda não havia caído na armadilha

”O Cristianismo não é o credo da Ásia e da África neste momento porque no século VII os cristãos da Ásia e da África escolheram não lutar, enquanto os muçulmanos os ameaçavam. A Cristandade foi salva na Europa só porque os povos europeus lutaram contra o islão. Se os povos europeus do séc VII e VIII não tivessem tido capacidade militar, e gradualmente desenvolverem uma superioridade militar sobre os muçulmanos que invadiram a Europa nessa altura, o Cristianismo tinha sido exterminado.Onde os muçulmanos completaram a sua influência, onde quer que os Cristãos foram incapazes de resistir pela espada, o Cristianismo desapareceu completamente. Do machado de Charles Martel até á espada de Sobieski (passando claro pela espada de Afonso Henriques, digo eu), o Cristianismo deve a sua sobrevivência ao facto de ter sido capaz de lutar melhor do que o agressor muçulmano… A civilização da Europa, Americana e Australiana hoje existe devido ás vitórias de homens civilizados sobre os inimigos da civilização, devido às vitórias que perduraram pelos séculos de Charles Martel e de João Sobieski.
Durante milhares de anos, os cristãos da Ásia e de África foram incapazes de levar a cabo um guerra bem sucedida contra os conquistadores muçulmanos; e em consequência o Cristianismo desvaneceu-se desses dois continentes; e hoje ninguém consegue encontrar quaisquer dos “valores sociais”, de qualquer maneira que sejam entendidos, na esfera de influência dos maometanos. Tais “valores sociais” hoje ainda existem na Europa, América e Austrália, graças ao poder bélico que os Europeus tiveram no passado que os permitiu derrotar o invasor muçulmano.” - Teddy Roosevelt.
Texto disponível no blogue Neuromante.
PS: depois há quem demonize as Cruzadas...
BENDITAS CRUZADAS!!!

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

V. Revma. é padre e dilmista?

Se o senhor é padre, mas está:

- achando que as palavras de bispos como D. Aldo Pagotto em defesa da vida , são tão somente "expressões particulares";

- crendo que socialismo e cristianismo podem andar juntos;

- pensando que a Igreja Católica está "errada" ao se aliar às "zelite" quando prega o boicote à Dilma do Chefe;

- certo de que o aborto é só uma questão de saúde pública;

- decidido a votar na Dilma Hussein assim mesmo, ainda que venha o papa e alerte o rebanho a não votar em partidos abortistas...

Então o reverendo vai me perdoar, mas o senhor não passa de um grande TRAIDOR!

Anule o voto ou vote no José Motosserra, mas não vote na Dilma do Chefe!

Marx e Maomé: duas porcarias de Satanás

Ora, como não identificar o marxismo e o islamismo como duas grandes sujeiras saídas da cloaca de Satanás?
Duas coisas tão diferentes entre si, mas que têm uma mesma função, que é eliminar todo vestígio de cristianismo no mundo.
E que não me venham os politicamente corretos me encher o saco, nem os arautos dessa pseudo-liberdade asquerosa rasgarem suas vestes, pois Marx e Maomé são duas porcarias saídas das entranhas do Diabo para infestar o mundo!
E que não fiquem escandalizados e ofendidos com o que escrevo, já estou farto de ver não-cristãos e não-católicos falarem, escreverem, desenharem, enfim, fazerem "arte" com o Nome de Cristo, da Virgem Maria ou do papa e ninguém fazer nada.
Vejam aquele baitola do Elton John, ele teve o desplante de dizer que Cristo "era um guey inteligente". Fosse essa boneca falar daquele pedófilo nascido em Meca, não estaria viva agora.
Vejam aquele programa idiota do CQC, na Bandeirantes, só usa o santo nome de Deus em vão, além de citar Jesus Cristo nas coisas mais cretinas.
Digo que Maomé é sim filho do Diabo porque esse profeta infeliz se achava superior ao Filho de Deus.
Digo que Maomé é filho do Diabo porque em todos os lugares do cristianismo primitivo onde a alcatéia de cães raivosos passou para impor o califado, praticamente não há cristãos: vide a terra natal do grande Santo Agostinho, hoje infestada de infiéis! Belém de Judá, que viu o "Verbo se fazer homem", está carcomida de maometanos!
Digo que Marx é filho de Satanás porque onde ele teve sua ideologia imposta, os valores morais foram jogados na lata de lixo, onde quem trabalha é punido, onde a vagabundagem é oficial e onde Deus é proibido.
Digo que Marx é filho de Satanás porque a China, mesmo com sua economia de "mercado" (só o 'hômi' acha isso), mata suas crianças ainda no ventre materno e onde os cristãos são duramente caçados! E não é só nas terras chinesas, mas também no Vietnã, na Coréia do Norte e até em Cuba.
Vou imitar as palavras do Pe. José Augusto, da Canção Morna: "podem me prender, podem me matar", mas não aceito que minha crença seja espezinhada, perseguida e que meus irmãos na fé sejam violentados e mortos.
Repito: o marxismo e o islamismo são duas grandes sujeiras expelidas pela cloaca infernal para sujar o mundo!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Infanticídio de Estado na China

Deu na ACI:

Tinha oito meses de gravidez e autoridades chinesas a obrigaram a abortar

LONDRES, 25 Out. 10 / 05:29 pm (ACI).- O jornal Daily Mail informou que na China doze policiais pagaram uma briga de golpes contra uma mulher grávida de oito meses, levaram-na a um hospital e praticaram um aborto forçoso como parte da polêmica política populacional de um único filho por família que já cumpriu 30 anos de vigência.
Segundo o jornal inglês, o caso ocorreu perto da cidade de Xiamen um mês depois que o governo de Beijing tenha anunciado que não modificará suas leis de planejamento familiar a curto prazo.
A cidadã Xiao Aiying de 36 anos de idade recebeu repetidos golpes no ventre e foi transladada ao hospital onde os médicos injetaram nela uma substância abortiva.
O pai do bebê, Luo Yanquan, um operário de construção, denunciou que os agentes "a agarraram pelas mãos e golpearam sua cabeça contra uma parede. Logo a atiraram no chão e chutaram o seu ventre".
"Nossa filha de 10 anos estava encantada com a idéia de ter um irmãozinho ou irmãzinha. Não sei como explicaremos a ela o que ocorreu", acrescentou.
Em 25 de setembro de 1980 uma circular da Partido Comunista da China ordenou oficialmente aos seus membros e aos da Liga da Juventude Comunista que tivessem só um filho, uma norma que depois se aplicaria a toda a população. A aplicação da norma prevê abortos forçosos, multas e até cárcere para quem tenha mais de um filho.

http://www.acidigital.com/noticia.php?id=20415

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Vai anular o voto?

Você vai anular o voto?
Não faça isso, abstenha-se! É melhor justificar para a "Justiça" Eleitoral do que chegar na maquininha e digitar qualquer número para anular.
Vá curtir o feriadão!

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Para o leitor Guilherme

Em resposta ao leitor Guilherme:
As Cruzadas foram uma guerra de defesa, se os ocidentais não tivessem se armado, muito provavelmente nós nos chamaríamos Muhammed e estaríamos "rezando" de quatro numa mesquita a esta altura! Hoje é sexta-feira...
O Islã é expansionista por natureza, ele é uma religião de dominação e os turcos, na época uma potência militar ascendente, queriam impor ao Ocidente a "religião da paz".
Houve excessos de muitos cristãos? Claro que houve, mas hoje, no início do século 21, os ocidentais ainda "assolam" o Oriente?
Será que os muçulmanos tratam bem as suas minorias? CLARO QUE NÃO!
Faço alusão e continuarei fazendo às Cruzadas, porque se não fosse por elas, talvez nós não estaríamos aqui contando história!

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Pode ir embora, seu panaca!

Se tem gente que ainda não entendeu o papel da Igreja, que é orientar os fiéis sobre a moral e a defesa da vida, ou que ainda acha que combater as fábulas socialistas é estar do lado “dazelite”, realmente essa gente é muito otária!
Vejam [mais] um comentário de um “católico”, que por sinal disse que vai deixar a Igreja:

“eu sou catolico, batizado crismado casado na igreja, tenho dois filhos tambem batizados na igreja mais confesso depois de tudo isso que estou assistindo estou deixando a igreja , pois e melhor acreditar em Deus sem religiao do que participar de uma igreja desse tipo que privilegia os poderosos em detrimento dos mais humildes, pois a volta dessa gente ao poder representa o que de pior pode acontecer ao povo”

Pois que vá, seu tonto! Seu trouxa! Seu otário! De CAÓTICOS como você a Igreja está cheia!
Vá para a igrejola do Ma$$edão, que é abortista e amiguinho do Lulla!
Vá lá aumentar o coro dos apóstatas que gostam de arrotar calúnias contra a Igreja!

Fonte:

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Pe. Lodi e o voto nulo

Palavras do Pe. Lodi, do Pró-Vida de Anápolis:
A tentação do voto nulo
Para o eleitor cristão, não é tarefa fácil nem agradável escolher entre dois candidatos maus. A repugnância pelo aborto leva-nos à tentação – à qual devemos resistir – de anular o próprio voto, num gesto de desdém.
Essa atitude, apesar de trazer alguma satisfação psicológica, acaba por contribuir para o aumento do mal que se quereria evitar. Os votos nulos, assim como os brancos, não são computados (art. 77, §2º, CF). Mas eles acabam contribuindo para eleger o candidato mais popular.
Para exemplificar: se dentre 1000 pessoas, nenhuma tiver votado branco ou nulo, todos os votos serão válidos e ganhará o candidato que receber mais de 50% dos votos, ou seja, 501 votos. Mas se dentre essas 1000 pessoas, 50 tiverem votado branco ou nulo, significa que teremos apenas 950 votos válidos. Portanto, o mesmo candidato será eleito se alcançar 476 votos.

Dilma, portanto, só tem a ganhar com aqueles pró-vida que, desgostosos de José Serra, resolverem votar em branco ou anular seu voto.
Esta é uma hora crítica, em que precisamos imitar a conduta de Deus, que tantas vezes tolera um mal a fim de evitar um mal maior.
Em vez de arrancar o joio (por causa do perigo de arrancar com ele também o trigo), o Senhor manda deixar que joio e trigo cresçam até a hora da colheita (Mt 13,29). Em seu desejo de salvar tudo o que pode ser salvo, Ele não quebra a cana já rachada nem apaga a mecha que ainda fumega (Mt 12,20).
No dia 31 de outubro, antes de entrar na cabine eleitoral, talvez seja conveniente rezar “não nos deixeis cair em tentação (de anular o voto)”. Na hora de pressionar as teclas, talvez seja preciso prender a respiração antes de digitar “45” e “CONFIRMA”
. Mas o amor a Deus e à pátria exige de nós esse sacrifício.

domingo, 10 de outubro de 2010

"Havia um raciocínio torto..."

Havia um raciocínio torto...
Com idéias que eram todas tortas...
Que defendem o aborto torto...
Para mulheres de vida torta...


Tem horas, viu!
Eis um comentário pró-aborto e pró-Dilma:
“Quando uma menina for estuprada e espero que não seja da igreja católica ou no caso de nenhuma IGREJA, que os padres e todos esses reacionários com “ensino superior” cuidem da criança quando ela chorar de noite, lhe dêem de comer quando ela tiver fome, lhe acolham quando necessitar de algo, pois bem na certeza que não vão fazer isso, aprovem o aborto e sejam mais HUMANOS ou o teu deus vai lhes perdorar por uma criança colocar outra criança ao mundo mesmo sem o sen consentimento?Que seja respeitada a desição da mulher que nenhuma religião, deus, padre, pastor e otários afins se intrimetam na vida particular que temos.
Abaixo a religião e ao livre pensamento.
deus não existe e nem o diabo viva a liberdade.”
A fonte de tal comentário "libertário"? Adivinha...
Mas que culpa a criança tem? A pena de morte deve ser aplicada ao estuprador, jamais a uma vida inocente que não pediu para ser gerada!

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Será que a Europa está abrindo os olhos?

Será que a Europa está abrindo os olhos? Há algum tempo foi aprovada na França a proibição do uso da burca, e agora na Alemanha a primeira-ministra Angela Merkel deu um recado aos maometanos que vivem por lá:
Angela Merkel manda recado aos muçulmanos
por Marcos Guterman
07.outubro.2010 10:00:43

A chanceler (premiê) da Alemanha, Angela Merkel, foi bastante clara sobre como os 4 milhões de muçulmanos do país devem se comportar para se integrar à sociedade. Segundo ela, basta que “os valores do islã correspondam aos da Constituição” alemã. “O que se aplica aqui é a Constituição, e não a sharia”, referindo-se às leis islâmicas.
Merkel ainda enfatizou que a cultura alemã “é baseada em valores cristãos e judaicos, e tem sido assim há centenas de anos, para não dizer milhares”.


Fonte:

O português assassinado e o padre em cima do muro

Sou professor de Língua Portuguesa e, talvez como todo professor de Português, fico inconformado quando a nossa língua é maltratada, como no caso a seguir. Eis o que uma dilmista escreveu a respeito do alvoroço causado pela homilia do Pe. José Augusto:

“sou catolica apostolica Romana,e voto Dilma para presidente,ñ me assusto com o terrorismo de padre Jose Augusto,esta querendo a aquizição???pois que venham a foguyeira sou filiada ao Pt,e defendo a politica que trabalha em prol dos oprimidos.”

O que seria essa tal de “aquizição”? E “foguyeira” então?
Por falar em Canção Morna, só gostaria de pedir: desça do muro, Little John!
O nível dos comentários no blogue de padre Juanito é tão elevado que tornou-se um reduto de petralhas e, pasmem, há quem cite até frases daquele louco do “Chic” Xavier! Até de “edemoniado” o padre José Augusto foi chamado!
Ainda bem que alguns não se calaram e denunciaram a propaganda indireta do Juanito em favor da Dilma-lá.
Não entendo o porquê de o padre Little John ter lançado no blogue algo que nem ele expõe às claras, que seja honesto ao menos e declare seu voto à Dilma! O que não pode é ele ficar sobre o muro, “jogando verde”, insinuando “sem querer querendo” que vai votar no 13! Ficou feio para ele e para a Canção Morna, pois muitos leitores lançaram duras críticas contra essa ambigüidade e covardia.
Não achava que depois da “surra” que levou do Prof. Fedeli o Pe. Joãozinho seria capaz de dar outra bola fora.