quinta-feira, 19 de julho de 2012

A queda do número de católicos segundo o IBGE

Ainda tratarei, brevemente, sobre a questão do aumento do número de "evangélicos" (melhor dizendo, protestantes) na população brasileira, fato tratado com grande alarde pela imprensa tupiniquim.

"A volta dos que não foram"

Voltei.
Hão de me criticar aqueles que acham que devemos manter nossa palavra até o fim, só que às vezes é preciso voltar atrás em certas decisões.
Foi o que fiz.
Havia escrito que não mais postaria neste blogue, estava obstinado em excluí-lo da net inclusive, mas não.
Meus problemas ainda continuam, diminuíram até, mas eles ainda estão me atormentando.
Eu, indigno servo do Senhor e da Santa Igreja, jamais poderia, apesar dos meus pecados e limitações, abandonar a batalha.
Não prometo aos amigos leitores a mesma freqüência de outros tempos, mas não vou parar de usar as palavras para combater o bom combate.
Não sou (e nem pretendo) ser mais católico que os outros, não pretendo dar aulas de teologia ou coisa parecida, nem "ensinar o Pai-Nosso ao vigário", mas existem coisas que não podem ser omitidas, quando é para elogiar alguém do clero, estamos aqui para isso, mas se for para criticar...
Obrigado aos blogueiros Ana Maria Nunes e Theophilus, que com suas palavras me deram o apoio suficiente para esta "volta", e àqueles que, mesmo sem ter entrado em contato comigo, eu sei que fizeram votos para que eu retornasse.
Estamos de volta, e "a luta continua".