quarta-feira, 24 de março de 2010

Cruzado maltrapilho

Fiquei perdido na luta e na vida
Cá estou eu, após dura batalha
Por mais que a força seja vencida
O auxílio de Cristo nunca falha.

Minhas armas não têm mais o brilho
Do tempo em que eram bem novas
Pela Igreja deixei mulher e filho
As novelas de cavalaria e as trovas.

O infiel parece imbatível e esperto
E meus irmãos estão desorientados
No final nós venceremos, e isto é certo
Pois seremos por Cristo ajudados.

Ah! Estandarte dos cristãos valentes
Terror dos ímpios e infiéis malditos
Nossos inimigos nos vêem contentes
Pois é Cristo que ouve nossos gritos!

Gritos de dor, de frustração ou lamento
Ou exultações de felicidade e de vitória
Nós venceremos, apesar dos tormentos
Nossos soldados cantarão ao Rei da Glória!


Evandro Rodrigues Monteiro, 24 de março de 2010.

2 comentários:

Theophilus disse...

Jamais esmoreçamos!

Magdalia disse...

Muito bom, Evandro!

Combater sempre! Por Cristo, como valentes soldados. Pelo seu reinado social; pelo seu triunfo sobre os inimigos!