sábado, 20 de novembro de 2010

20 de novembro: Dia da Consciência Pesada

Fonte da figura: O Esquema

O dia 20 de novembro, antes de ser o sensacional e o inoxidável Dia da Consciência Negra ('negra' não, 'afro-descendente'), é o dia da "Consciência Pesada".
"Consciência Pesada" porque aos brancos de agora é imputada uma culpa que não é a deles, que foi o lamentável capítulo da escravidão.
"Consciência Pesada" porque, sem querer ser racista, os brancos levaram a civilização e o desenvolvimento às áreas mais remotas destipranêta.
"Consciência Pesada" porque muitos padres se envegonharam de evangelizar, ao ter combatido as "divindades", os orixás, os exus e a Yemanjá, quer dizer, a vergonha de ter livrado os africanos das garras do demônio.
"Consciência Pesada" por pregar um Senhor branco, retratado como um lourinho de olhos azuis, a uma "nação" de pretos explorados por cruéis "brancos de olhos azuis" [né Lulla?].
"Consciência Pesada" por ter acabado com o Quilombo dos Palmares, que não era igualitário porcaria nenhuma, já que está mais do que comprovado de que ele reproduzia o estilo de vida das tribos africanas e que Zumbi, o super-herói "afro-negão", também tinha seus escravos e suas escravas.
E desde quando consciência tem cor? Consciência não é um substantivo abstrato, justamente porque não nos é possível vê-la?
Por que querer criar inimizades entre os brasileiros?
Racismo existe? Claro que existe, mas será que é só de branco contra negro?
Quantas vezes eu, como branco, recebi apelidos devido à minha cor?
Se "negro é lindo", porque há afro-descendentes que, ao subirem na vida, resolvem se casar, não com uma negra, mas com uma loirinha de olhos azuis?
Por que as cotas para os auto-intitulados "negros"? Por que essa discriminação? Acabou-se o mérito?
Eu sou branco, inclusive meu pai tem olhos azuis mas nunca fomos ricos, nunca freqüentamos o high society (só o high periferia mesmo) e nunca fomos banqueiros!
Resumindo: essa estorinha de "consciência de cor" é uma frescura muito grande.

3 comentários:

FireHead disse...

Podes crer, amigo. Se os pretos têm orgulho de ser pretos (e acho isso muito bem) e o dizem publicamente, não há problema nenhum. Se os brancos afirmam publicamente que têm orgulho de ser brancos, aí cai o Carmo e a Trindade! É racismo!
Aliás, hoje em dia quando se fala de racismo é sempre racismo do branco. Não se ouve falar do racismo não branco. Parece que só os brancos é que podem ser racistas.
Aqui na Europa temos muitos pretos e gente das mais diversas raças. Tudo minorias (por enquanto). Eles têm plenos direitos. Será que os brancos em África ou na Ásia têm os mesmos direitos que têm as pessoas aqui? O meu velho esteve emigrado em África e na Ásia e sofreu na pele o racismo. Aqui na Europa se alguém se atrever a beliscar um preto é logo racismo. Qualquer coisinha contra o preto é logo racismo. Eles são peritos na arte da autovitimização. E isso para mim é a prova cabal - ainda por cima dada por eles - de que eles são realmente (porque fazem por isso) inferiores aos brancos. Se querem realmente mostrar que somos todos iguais, então que comecem por ser como os brancos. Os brancos não podem estar constantemente a pagar pelos erros do passado... pois porque os pretos também não pagam pelos seus erros do presente!

Rogério BSB DF disse...

Evandro,
como sei que o seu blog está sempre denunciando a religião fundada por satã (O Islã) você precisa ver esse video que mostra a terrível agonia no momento da morte de um religioso muçulmano.

Uma morte sem paz. Bem diferente dos servos de Cristo.

www.youtube.com/watch?v=HJoRyJAo0v4

Isso precisa ser divulgado.

Evandro Monteiro disse...

Prezado Rogério, seja bem-vindo.
Obrigado por postar, realmente o vídeo é de assombrar!

No mais fique com Deus e Nossa Senhora.