sexta-feira, 11 de março de 2011

Mamãe, eu quero ser famoso!

Neste mundo de “algodão-doce” e faz-de-conta, as pessoas, principalmente os jovens, só têm um único objetivo na vida: o estrelato, a fama, os holofotes do “sucesso”, principalmente neste Brasil (ainda) varonil.

Qualquer bombadão anabolizado quer entrar no tal de BBB, Big Bos... Brasil, ser ator de Roliúde ou da tevê Grôbo e o pior, quer ser cantor...

Qualquer mocréia de periferia quer sair pelada na revista ou mostrar a busanfa na Marquês de Sapucaí...

Qualquer perna-de-pau quer ser um “fenômeno” dos gramados...

Qualquer palhaço analfabeto quer ser deputado federal...

Aí pergunto: e estudar, ninguém quer? Quem quer crescer profissionalmente por meio do estudo?

Terminar o ensino médio, ninguém quer? Pelo menos estudar para deixar de ser analfabeto...

O conhecimento é o único bem que não nos pode ser roubado.

Quantos jogadores de futebol que, no auge da fama ganhavam rios de dinheiro, que hoje, aposentados, estão mendigando atenção?

Quantas atrizes famosas que, depois que ficaram velhas, foram esquecidas pelas emissoras?

Ninguém quer o trabalho duro, comer o pão com o “suor do rosto” (Gênesis 3, 19).

Ninguém quer estudar.

Ninguém quer aprender – aprender é verbo anatematizado pelos preguiçosos de espírito.

Deveriam aprender ao menos que as cataratas do Iguaçu não ficam perto da Venezuela e que Roraima não fica perto do Paraná. Clique aqui.

3 comentários:

Renato disse...

Falando em jogador de futebol, isso me faz lembrar uma entrevista que eu vi com o ex-jogador francês Michel Platini durante a Copa do Mundo de 98 quando esta realizou se em seu país, a França.

Na entrevista feita por uma reporte da Rede Globo (não me lembro qual foi a reporte que fez a matéria com ele), ao ser perguntado pela jornalista se ele sentia falta de jogar bola, já que todos os jogadores que jogaram futebol na época dele como Zico, Junior,... sentiam falta daquela época de jogador e que gostariam de voltar a jogar, ele surpreendeu a reporte ao dizer que não sentia a mínima saudade daquela época!

Quando a reporte perguntou o porque que ele não tinha saudade daquela época, ele disse:

"Graças a Deus tenho muita coisa para fazer. Jogador de futebol que tem saudade de jogar bola é porque não tem mais nada para fazer na vida."

Morri de rir nessa hora.

FireHead disse...

Bom, também temos que ver o porquê de as pessoas pensarem assim. Do jeito como estão as coisas, também eu me questiono porque é que os jovens devem estudar se depois não arranjam trabalho. Muitas pessoas vêm a fama como uma espécie de escape ao destino confinado à miséria. Enfim, conjecturas do mundo moderno...

Evandro Monteiro disse...

Renato: Platini é francês das antigas, talvez se fosse brasuca pensasse como os outros citados.

FireHead: bom, esse é um detalhe que me escapou: realmente, muitos estudam e não conseguem um trabalho, mas muitas outras preferem ser famosas porque dão mais valor ao "TER" do que ao "SER".