quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Que doideira! - parte 3

O pastor Marco Feliciano usa o nome de Jesus para fazer merchan de consórcio.
Esse pastor ter uma corretora de imóveis não é um fato condenável, pois isso é um direito sagrado que ele tem de dar sustento a si ou à denominação por ele chefiada; o que é digno de censura é o fato de tomar o nome de Nosso Senhor Jesus Cristo em vão, para fazer anúncios, ainda que fale somente a frase “em nome de Jesus” .
É como diz o ditado: Templo é dinheiro!
“Se existe uma ‘vítima’ da chamada Teologia da Prosperidade ela é a própria palavra escrita na Bíblia” (Ricardo Feltrin, colunista da UOL).

2 comentários:

Ana Maria disse...

Essa série de " Que doideira" n terá fim rsrsrsrrs

Evandro disse...

Podes crer! Ahahahahahahah!