sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Deu na Folha de São Paulo

Mais uma da CNBB (Comunistas No Bispado Brasileiro): uma reportagem de Maurício Simionato, da Folha de São Paulo, mostra a opinião dos digníssimos bispos do Brasil, que no documento “Análise da Conjuntura”, fizeram uma crítica ao presidente da república, dizendo que Lula-Lá “entregará ao seu sucessor ou sucessora um país em situação tão precária quanto a que recebeu”.
O episcopado nacional, tão vigilante nas coisas da economia, reclama que Lula-Lá “continua dando força ao agronegócio e à mineração, sem atentar para os danos ambientais”, e que isso gerará “a crise ecológica” no país. Bem que a CNBB poderia dar mais ênfase à crise moral e espiritual que infesta não só o povo católico como também os seminários brasileiros!
“‘Tudo se passa como se o aumento da produção para a exportação fosse uma solução e não um paliativo que adia a crise econômica, mas antecipa a crise ecológica, que é muito mais grave e que prejudicará mais os mais pobres do que os ricos’, diz um trecho do texto.” (Sempre a preocupação com os “pobres”... Pôxa, rico não tem alma? Será que para ganhar uma vaguinha no céu basta ser assalariado? Alguém não pode ser santo mesmo tendo riqueza material? Pela visão da CNBB, já ganhei o paraíso, pois recebo salário mínimo, não preciso mais me preocupar em evitar pecados que ofendam a Deus: sou pobre, e isso me basta!)
O documento tem dez páginas e é assinado por padres e teólogos que são assessores da CNBB.” (Sempre tem algum padre ou teólogo mais preocupado com o boto cor-de-rosa, mico-leão-dourado, curupira ou com a caipora! A salvação das almas do rebanho que vá para as favas!)
Para essa verborréia sociológica e política, Nosso Senhor Jesus Cristo dá a seguinte resposta:

“(...) eis que vos digo: não vos preocupeis por vossa vida, pelo que comereis, nem por vosso corpo, pelo que vestireis. A vida não é mais do que o alimento e o corpo não é mais que as vestes?
Olhai as aves do céu: não semeiam nem ceifam, nem recolhem nos celeiros e vosso Pai celeste as alimenta. Não valeis vós muito mais que elas?
Qual de vós, por mais que se esforce, pode acrescentar um só côvado à duração de sua vida?
E por que vos inquietais com as vestes? Considerai como crescem os lírios do campo; não trabalham nem fiam.
Entretanto, eu vos digo que o próprio Salomão no auge de sua glória não se vestiu como um deles.
Se Deus veste assim a erva dos campos, que hoje cresce e amanhã será lançada ao fogo, quanto mais a vós, homens de pouca fé?
Não vos aflijais, nem digais: Que comeremos? Que beberemos? Com que nos vestiremos?
São os pagãos que se preocupam com tudo isso. Ora, vosso Pai celeste sabe que necessitais de tudo isso.
Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo.
Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado.”
(Mateus 6, 25-34)

Um comentário:

Ana Maria Nunes disse...

nossa, uma paulada atrás da outra.
Assim n tem Fé que resista!

Rezemos pela Igreja!