quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Piada de grego ou de português? Não, de brasileiro!

Dois eventos esportivos realizados em 2004 ainda têm seus efeitos: Portugal e Grécia sediaram a Eurocopa e a Olimpíada, respectivamente; coincidentemente, são países que sofrem com a crise econômica.

Estádios construídos para sediarem esses eventos estão às moscas, dando prejuízo.

Se o Brasil fosse um país sério, se emendaria e evitaria sediar a Copa e a Olimpíada, mas como aqui o povo é molenga, é muito frouxo e tem pensamento de “novo-rico”, que se exploda, o que vale é o “Brasil Potência”... parece que não aprendeu com o Pan de 2007 no Rio de Janeiro.

Por exemplo: construíram o estádio do Engenhão que vive sempre com queda de energia, e reformaram o veterano Maracanã, que já há algum tempo está sob nova reforma.

É muito dinheiro PÚBLICO jogado fora.

E outra: que o Brasil não pense que só porque é uma das maiores economias do mundo que dá para se fazer de tudo, pois essa crise grega teve, como uma de suas principais causas, a realização dos Jogos Olímpicos de Atenas! E isso foi em 2004!

Esqueçam essa estorinha de “Brasil-grande”, “Brasil líder dos emergentes” ou um suposto “G-9”! Enquanto houver corrupção política e povo bundão e alienado, esta droga de país continuará sendo o que sempre foi desde 1500: uma terra exótica, habitada por gente selvagem e cuja única função é ser o eterno bordel do mundo (para não dizer outro nome).

2 comentários:

Judite disse...

Boa tarde!

Esta é a mensagem de Deus para você neste fim de semana:

"Pode uma mulher esquecer-se daquele que amamenta? Não ter ternura pelo fruto de suas entranhas? E mesmo que ela o esquecesse, eu não te esqueceria nunca. Eis que estás gravada na palma de minhas mãos". (Isaías 49:15 e 16a)

Que o seu dia dos pais seja repleto do amor do maior de todos os Pais!

http://www.youtube.com/watch?v=psbf6yPiZZA

Deus seja contigo.

Blog Yehi Or!
http://hajalluz.blogspot.com

FireHead disse...

E continuamos com certos estádios às moscas. Custaram-nos dos bolsos, foram feitos para inglês ver e, bom, o inglês já viu e agora? Agora vão continuar a dar prejuízo, claro. É a crise, não é?