domingo, 7 de setembro de 2008

Altar e sacrário: duas coisas inseparáveis

Na carta encíclica Mediator Dei (1947), o papa Pio XII ensinava: “Nesse culto (à Eucaristia), a Igreja, no decurso dos tempos, introduziu várias formas cada dia certamente mais belas e salutares, como, por exemplo: devotas e mesmo cotidianas visitas ao divino tabernáculo; bênção do santíssimo sacramento; procissões solenes por vilas e cidades, especialmente por ocasião dos congressos eucarísticos, e adoração do augusto sacramento publicamente exposto, as quais algumas vezes duram pouco e outras vezes se prolongam por horas inteiras e até, por quarenta horas; em alguns lugares são estabelecidas durante o ano todo, por turnos, em cada Igreja; em outros lugares se continuam de dia e de noite ao cuidado de comunidades religiosas e nelas freqüentemente tomam parte também os fiéis.”
Em 1956 o mesmo papa dizia:
“Separar o Tabernáculo do Altar é equivalente a separar duas coisas, as quais, por sua verdadeira natureza, devem permanecer juntas”.

Por isso, reverendíssimos senhores padres, acabem com essa maldita moda de tirar o sacrário do altar e escondê-lo numa capela isolada, obedeçam as palavras do Santo Padre!
Cristo deve ser adorado, e não escondido!


* * *
Fontes na internet:
http://www.vatican.va/holy_father/pius_xii/encyclicals/documents/hf_p-xii_enc_20111947_mediator-dei_po.html
http://missadesempre.blogspot.com/2008/09/onde-estavam-as-autoridades-que.html

2 comentários:

Theophilus disse...

Esta mania de tirar o sacrário do altar e escondê-lo numa capela isolada tem sua origem espiritual no movimento de protestantização dos anos 60 para atrair os hereges (que por sinal, como é hoje tristemente evidente, resultou no tiro saindo pela culatra, com os Católicos abandonando a Igreja e engrossando as filas dos hereges). Mas cabem a esses padres e bispos que se envergonham de Nosso Senhor diante dos protestantes as palavras que Ele mesmo disse: "Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos". (Marcos 8, 38)

Evandro disse...

Prezado Theophilus, você disse tudo!
Obrigado por sua visita e que DEUS te abençoe, sob o manto de Nossa Senhora!