segunda-feira, 12 de abril de 2010

"Por qué no te callas", Boff?

Conforme já foi citado no Adversus Haereses e no Sucessão, o tal do teólogo, ecólogo, propagador da Nova Era, filho dileto da “mãe Gaia”, “perseguido” pelo então cardeal Ratzinger, e atual ex-frei Boff, foi impedido, segundo o jornal Diário de Petrópolis, de dar uma palestra na UCP (universidade Católica de Petrópolis).
Por qual razão citei o nome desse senhor? Por que resolvi citar duas fontes sobre o mesmo tema?
É pelo seguinte: já reparou, caro leitor, amiga leitora, que tudo o que esse sei lá o que fala, tem peso? Ou que os seguidores dele têm pelas idéias do dito cujo algo como se fosse um dogma de “infalibidade”? Tudo que esse aí diz tem peso moral, seja sobre qualquer assunto, desde política, economia, até futebol e, é claro, a Igreja Católica, cujo prato oferecido por Ela esse infeliz cospe todos os segundos.
Mas se é o papa que quer falar sobre determinada coisa, o mundo "cai matando" em cima dele, dizendo que ele não tem a mínima capacidade de opinar sobre quaisquer assuntos.
Acho irônico até uma certa expressão que ele usa, quando diz que Deus não é aquele “velho barbudo”. Engraçado, então por que ele não tira aquela barba branca? Ela é a mistura do estilo do Karl Marx com o do capitalista Papai Noel.

5 comentários:

olegario disse...

Evandro, Salve Maria!

Por favor, essa figura do templário é um boneco de mesa?
Se for, onde posso adquiri-lo?
Sabe me informar?

Grato.

Olegario.

Evandro Monteiro disse...

Caro Olegário, salve Maria!

Olha, essa figura eu encontrei em um sítio francês (de cujo nome me foge da memória) que vende miniaturas de soldados, de todos os tempos.Essa imagem tem nos meus arquivos há uns dois anos, mais ou menos.
No mais, até a próxima e fique com Deus e Nossa Senhora.

João Cadete disse...

Eu diria também:
¿Por qué no te callas, Kung?

http://www.google.com/hostednews/afp/article/ALeqM5jqSNQc_0mfjeqlj7GLzrfBhOnhog)

Um abraço!

FireHead disse...

Olha que eu também não acredito que Deus seja um "velho barbudo"... :)
Quanto ao Boff, ele é um herege, logo não é preciso comentários. Não deixa, no entanto, de ser curioso que li uma "obra" dum dos seus supostos lacaios, o Frei Jacir, que é sobre os apócrifos... e achei interessante. O tema dos apócrifos é interessante mesmo.

Um abraço.

Evandro Monteiro disse...

FireHead, há quanto tempo!
Bom, se Deus é ou não um "velho barbudo", infelizmente eu não sei, só sei que Ele é muito melhor do que o "Deus" (ou seria "deusa"? = Gaia)do bofento.
No mais, os apócrifos são um grande objeto de curiosidade de minha parte, visto que muito da tradição veio por meio deles, como o episódio de Verônica na Via Sacra, as histórias dos santos pais de Nossa Senhora, Joaquim e Ana, etc.