sexta-feira, 2 de março de 2012

Cristão católico e petista?

Se você é católico e pensa que a política deve sempre buscar o respeito, a preservação e a dignidade da vida humana acima de qualquer interesse político ou econômico, e se for contra o aborto, então não poderá, jamais, ser petista.
Numa notícia do jornal Folha de São Paulo, cujo tema principal era a política nacional, é possível ler o seguinte:
“Na entrevista, Rui Falcão [obs.: presidente nacional do PT] disse que o PT continua favorável à descriminalização do aborto, mas que os deputados do partido não propõem mudanças na lei atual (que criminaliza o aborto) porque têm outras prioridades no Congresso.”

Por isso, se você, prezado leitor e prezada leitora, é católico(a) mas se considera petista, então escolha: ou se é católico ou se é petista, pois se água e óleo não se misturam, o mesmo se dá com as princípios da fé cristã e as teorias esquerdistas defendidas pelo "Partidão".
Sobre isso é possível lermos na Palavra: "Não se pode servir a dois senhores" (Mateus 6, 24).

Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/poder/poderepolitica/1055932-serra-apoia-dilma-contra-aecio-diz-kassab-ao-pt.shtml

2 comentários:

FireHead disse...

Parece que agora discute-se algo pior que o aborto: o infanticídio ou o aborto pós-parto.
Triste mundo, para onde caminhas?
Já agora, um offtopic: sei que tu, tal como eu, não nutres grande simpatia pela RCC... mas não é que o Pe. Paulo Ricardo até que parece ser espingarda no combate à heresia protestante? Alguns apanhados deles no meu site: http://seibonokishi.blogs.sapo.pt/3006.html

Abraço.

Omnes cum Petrus ad Iesum per Mariam!!

Evandro Monteiro disse...

Essa do infanticídio até que demoraram para defendê-la, assim tão na cara dura.
E quanto ao Pe. Paulo Ricardo, ele, mesmo da RCC, tem muita coisa de valor a ser ouvida, apesar de ser justamente membro da Canção Nova.