sábado, 28 de fevereiro de 2009

Esse sim é um bispo BISPO!

D. Aldo di Cillo Pagotto, arcebispo da Paraíba, proibiu o deputado federal Luiz Couto (PT/PB) de exercer as funções sacerdotais enquanto o referido parlamentar continuar a defender idéias contrárias ao Evangelho e à doutrina da Igreja. Veja nota oficial:

Nota Oficial

O Arcebispo da Paraíba, Dom Aldo di Cillo Pagotto, suspendeu do uso de Ordem o padre Luiz Couto. Ele está impedido de realizar atividades próprias de um sacerdote, como celebrar missas. Abaixo seguem as explicações de Dom Aldo: “Na edição do dia 25 de fevereiro de 2009, A/4, Política, o Jornal O Norte divulga: ‘Padre, deputado e adversário do celibato. Favorável ao uso do preservativo, Luiz Couto combate a intolerância e a discriminação a homossexuais, contrariando o Vaticano’.
Preposto à Arquidiocese da Paraíba, vejo-me na grave obrigação de suspender o referido sacerdote do uso de Ordem em nossa circunscrição eclesiástica, porquanto, por suas afirmações sumárias, e enquanto perdurem sem retratação explícita, provoca confusão entre os fiéis cristãos, e contraria ‘in noce’ as orientações doutrinais, éticas e morais sustentadas pela Igreja Católica (Cf. Cânon 1317 CDC)”.
Ita, in fide muneribus,
+ Aldo di Cillo Pagotto, sss
Arcebispo Metropolitano da Paraíba

Se tem um pastor que precisa de orações, esse é D. Aldo. Além de enfrentar essa situação, há quem diga que existem na arquidiocese muitos padres casados, que teimam em celebrar normalmente, trangredindo o Direito Canônico.
D. Aldo foi bispo diocesano de Sobral-CE, e numa celebração da crisma aqui na cidade (Jijoca de Jericoacoara-CE), ele chegou a negar a Comunhão a algumas senhoras devotamente decotadas. Sem gentilezas politicamente corretas, sem tolerância ao intolerável.
Apesar de um ou outro defeito pastoral, pois não é um bispo perfeito, coloquemos o nome de D. Aldo nas intenções das nossas orações.
Fonte da notícia: Paraíba 1

Um comentário:

Ana Maria Nunes disse...

cillopagotto@arquidiocesepb.org.br

Email de D. Aldo, vamos mandar mensagens de apoio.