quinta-feira, 23 de julho de 2009

Evolucionismo dogmático

Existe um choque de idéias dentro da Igreja, e isso é fato. Vejamos, por exemplo, as palavras de um padre que está no auge do sucesso:
“O que sabemos do Cristo é processual. É assim que o Espírito Santo trabalha na vida da Igreja. A Teologia está a caminho (...). O dogma evolui, pois é verdade santa. Tudo o que é santo, movimenta, porque é vivo. - Pe. Fábio de Melo, em resposta a uma carta aberta a ele enviada (2009).
Mas em 1907 um papa já dizia o contrário:
Ousadamente afirmam os modernistas, e isto mesmo se conclui das suas doutrinas, que os dogmas não somente podem, mas positivamente devem evoluir e mudar-se. - Papa São Pio X, na carta encíclica Pascendi.
O que vale agora: as palavras de um cantor que se tornou padre, sucesso da época atual, ou os ensinamentos de um papa que viveu há mais de cem anos?
Sem querer cair em farisaísmos, nem muito menos pretender fazer um julgamento das obras do padre-cantor - que já falam por si só - , será que a Igreja chegou até aqui, com os quase dois mil anos de História, porque resolveu “dançar conforme a música” do mundo?
Se os dogmas realmente evoluem, conforme disse o reverendo, então deveríamos reescrever a Bíblia a cada mudança de época, já que a verdade deve evoluir.
Agradar a todos nunca foi a canção em voga na Santa Igreja, é por isso que Ela é duramente perseguida!
Desculpem-me fabetes, não é nada pessoal, mas prefiro São Pio X mesmo.

7 comentários:

Ana Maria Nunes disse...

é um herege!

as fabetes são burras!

a Igreja está sitiada!

Rezemos!

Evandro Monteiro disse...

"As fabetes são burras"!

Ahahahahahahahahahahah!

Theophilus disse...

A evolução do dogma é sua destruição.

O sonho dessas pessoas é uma Igreja sem dogmas, sem identidade, parecida com todas as seitas e cultos, sem exigências, que se metamorfoseia constantemente segundo as modas da sociedade.

Ou seja, no fundo o que querem não é a Igreja, mas a adoração sem limites do homem. As pressões de todas as heresias na História foram neste sentido.

A Gnose é como Proteu, sempre achando uma nova forma com que se apresentar e enganar. É uma tendência invencível do homem querer habitar no erro e autoidolatrar-se.

Sara Rozante disse...

Caro Evandro,

Já nem o chamo de padre, reverendo, ou qualquer outro tratamento que o valha.
Para mim, o senhor Fábio de Melo não passa de um homem qualquer padres são revestidos com o poder de Deus), já que nega e distorce os dogmas e doutrinas da Santa Igreja.
Fique com Deus!

Sara Rozante

Evandro Monteiro disse...

Sara, usei o "reverendo" mais de forma irônica.
Também me recuso a reconhecê-lo como padre.

Hugo F. disse...

Boa tarde.
Peço a Deus, diariamente, que me proteja desse "Evolucionismo dogmático", pq qq um de nós, estamos sujeitos a isso.
Mas ele como Padre, estudou, deveria agir como tal, dar testemunho de Padre, da nossa fé, nossa mãe Igreja e principalmente de Cristo, mas é muito complicado, ele na maioria das vezes, mais confunde, do q esclarece, muito relativista.
Espero q qdo ele "passar do tempo", essa multidão q fica atrás dele, continue na Igreja, e q nossas paróquias estejam preparadas para acolher esse povo, desde já, e passar a real doutrina católica.
Um abraço.
Fik c Deus.

Evandro Monteiro disse...

Hugo, mais uma vez concordo contigo: o padre mais explica do que confunde.
E realmente estamos sujeitos a cair na heresia evolcionista.