quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Minha homenagem aos mártires paquistaneses

Depois de ver que os versos rolam soltos na blogosfera católica, depois de ler um poema postado no blogue In Praelio, resolvi copiar a idéia. Tenho, entre alguns que compus, estes versos abaixo, escritos ainda em agosto último, depois de saber que alguns cristãos foram assassinados no Porquistão:
AOS MÁRTIRES DO PAQUISTÃO

A vós, meus irmãos em Cristo
Só tenho algo a lhes falar
Eu lhes peço, quase insisto
Que por nós vão rezar.

Soube do que lhes fizeram
Cruéis sarracenos sanguinários
E vossas vidas vocês deram
Com forte ardor missionário!

Pior do que animais
Vocês foram maltratados
Pelos infelizes irracionais
Um a um assassinados!

Que Deus tenha piedade
Daqueles vossos algozes
Que Jesus, Senhor da bondade
Ouça sempre vossas vozes.

Agora todos vós estais
Com a Virgem Mãe Maria
E sei que descansais
Com tão grande companhia!

Tenho total convicção
Do que agora vou falar:
Vossa morte não foi em vão
Que coragem exemplar!

Com olhos marejados
Eu lhes escrevo estes versos
Pois vós fostes trucidados
Pelos infiéis perversos.

Com revolta e muita dor
Eu me lembro de vocês
Mas sei que ainda chegará
Um dia a nossa vez!

Quando o Divino Salvador
À Terra retornar
Este mundo com temor
N’Ele o olhará.

E vocês hão de voltar
Em vestes brancas como a neve
E só não temerá
A pessoa que nada deve.

Vosso sangue seja semente
De muitos novos cristãos
Lutando contra a Serpente
E pregando a salvação.

Que vocês descansem em paz
Ó mártires do Paquistão
E intercedam pelos pobres cegos
Acorrentados ao Islão!


Evandro Rodrigues Monteiro, 07 de agosto de 2009.

3 comentários:

In Praelio disse...

Muito bom Evandro,

E que eles retornem com veste brancas cingidas de Cruzes vermelhas!

São Tiago Matamouros socorrei-nos!

FireHead disse...

E nós aqui na Europa que temos de lidar com o crescimento constante dos seguidores dessa seita... que mundo cruel. O demónio está a conseguir aquilo que quer!

João Cadete disse...

Excelnte Evandro! :)