quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Palavras fabéticas

Um certo padre artista andou visitando a quadra de uma escola de samba no Rio de Janeiro. Eis o que diria um(a) fabete fanático(a) a respeito disso:

"Ui, ui, ui, que lindo!
Padre no barracão? Que tudo!
Ele vai falar de Jesus aos pecadores, gêntem!
Chiricantalálálálálá! É purpurina na batina!
O Chalita que aprovou!
Vocês só criticam por inveja e ódio, porque o Carnavalesco de Melo tem mais ibope do que vocês!
Tudo que ele faz é lindo! É puro! Até ele pedindo licença pro santo no terreiro de macumba é de fazer qualquer romântico suspirar de emoção!"


Agora falando sério: já que esse padre ultrapassou TODOS os limites do suportável, porque ele não regrava logo aqueles sucessos do "rei" Roberto Carlos? Imagina aí, aquele vozeirão de chupador de ovo de codorna cantando:
"Detaaaaalhes tão pequeeeeenos de nóis dôis"...
Ou:
"Quando eeeeeeeeeeu estou aquiiiiiii, viveeeendo esse momento liiiiiiiindo"...
Ou:
"Amanhã de manhã, vou pedir UM café pra nós DOIS"...

Ou até alguma do maluco-beleza:

"Eu nasci, há dez mil atrás"

Já que é pra esculhambar, por que não aquela do Cazuza?
"Te chamam de ladrão, de bicha, maconheiro! Transformam o país inteiro num p*******, pois assim se ganha mais dinhêrooooooo"

Veja mais nos blogues Adversus Haereses e Sucessão a Apostólica.

Um comentário:

Ana Maria Nunes disse...

sensacional! o Sucessão tá podendo, recebi com exclusividade o comentário post:

http://sucessaoaapostolica.blogspot.com/2009/11/plena-comunhao-da-desobediencia-28.html



ahuahuahuauau